29 janeiro 2018

Cortar as correntes que me mantiveram prisioneira

Depois de algum tempo afastada praticamente de tudo o que eram redes sociais, está na hora de voltar. Com calma...sem extravasar muito, mas volto com muita calma.
Foi um afastamento forçado, foi para não vos destabilizar com a minha loucura, porque sim...a dada altura pensei bem que estava a dar em doida.
Não foram meses fáceis, principalmente este últimos 4, foram meses que como vocês sabem as dores nas costas atacaram de tal maneira que a minha vida começou a ficar toda virada de pernas para o ar e eu entrei numa fase mesmo muito má da minha vida. Não tinha ânimo para nada, chorei muito, e tomei mais medicamentos em 4 meses do que durante os 45 anos que vivi até agora. Mas o pior (ou melhor) é que tudo isto foi em vão e eu já vou explico porquê!
Depois de ressonâncias magnéticas, Tac's e muitos raio - x. Duas idas a dois ortopedistas e médica de família, e osteopata, em que todos eles me assustaram, porque, segundo eles, as dores que eu tinha nas costas, não eram nada comparado com o que eu teria na cervical. Mas além de me terem passado todo o tipo de medicamentos, desde anti inflamatórios fortes, relaxantes musculares, pregabalina (medicamento para a epilepsia, anti convulsões, fibromialgia, entre outros), medicamentos que "ajudavam" a suportar as dores, que iam largando durante o dia medicamento para que eu não "sentisse" as dores, e medicamentos que atuavam a nível neurológico para enviar a mensagem ao cérebro de que nada me doía, eu tomei de tudo...sem sucesso nenhum!! Eu parecia uma farmácia ambulante. 😠

Ora bem alguma destas coisas resultou? Não...de todo! Não e não.
A única coisa que me faziam: Andar sem energia, sem vida, as dores mantinham-se e eu sentia-as todas bem demais...tremia como varas verdes, por causa dos efeitos secundários que os medicamentos me estavam a fazer. Deixei de tomar alguns por auto recriação porque eu sentia-me a "morrer" por dentro.
Graças a Deus pelo menos o último ortopedista a que fui já em janeiro, retirou-me todos os medicamentos, ficando só a tomar os relaxantes musculares e o anti inflamatório forte. Pelo que ele dizia o que eu tinha era uma inflamação nos ligamentos e mandou-me ir para a fisioterapia.
Foi quando comecei na fisioterapia que o mistério das dores se resolveu...
Quando o Miguel (fisioterapeuta) me questionou tudo, mas mesmo tudo sobre o meu estado de saúde e sobre as dores que tinha, achou muito estranho ser uma inflação dos ligamentos porque a minha dor era localizada. E foi fazer a observação da coluna, e viu o quê?
Eu tinha pura e simplesmente uma vértebra fora do sítio e estava imóvel, e ele em 1 hora de fisioterapia meteu a vértebra no sítio e devolveu-lhe a mobilidade e quanto às dores...? Desapareceram. 🙏 🙏
OMG 😮 Eu não queria acreditar que andei quase um ano com muito desconforto e incómodo ou dores fortes e muito fortes, e ele...tipo, em 1 hora pôs-me boa. 💚🙏
Eu estava parva, com tanta incompetência médica, a sério...eu até de baixa estive porque supostamente tinha "dores crónicas"?
O Miguel esteve a analisar todos os exames e ele diz-me que eu não tenho nada na coluna....que efetivamente a minha cervical está pior que a coluna, mas que está tudo bem e recomenda-se. Todos os males que me apontaram são tão ligeiros que ele me disse que para a minha idade eu estava excelente. O único senão, é que preciso de fazer exercício físico para dar mobilidade aos meus ossos e ponto final!!!
De salientar que o Miguel é fisioterapeuta e osteopata. O melhor dos dois mundos. Logo nesse dia ele disse-me "Não tomas nem mais um medicamento, e voltas daqui a dois dias para vermos como estás"
Eu já à algumas semanas que sentia a cabeça zonza, com muitos zumbidos altos dentro dos ouvidos...Uma coisa muito esquisita e com a sensação de que poderia desmaiar a qualquer momento, sentia-me enjoada. No dia a seguir a ter deixado a medicação, estes sintomas pioraram, e nem sequer conseguia comer, ou beber fosse o que fosse, e sentia a cabeça a andar à roda, com uma dor por baixo do peito direito e por cima do rim do mesmo lado, pensei bem que ia desta para melhor e liguei para a saúde 24. Que me disseram que eu devia ter feito uma intoxicação por medicamentos e como não estava a tomar nada o fígado estava a ter uma descarga, e aconselhou-me a beber muito chá de alcachofra e tomar umas cápsulas naturais à base de alcachofra e outras ervas medicinais que já não me lembro quais. Tomei o chá e as cápsulas e passou tudo...passou o enjoo, passou o mau estar, passou o andar com a cabeça estranha, passou a sensação de desmaio...passou tudo e estou e sinto-me bem.

Não está tudo terminado, ainda tenho umas 6 sessões de fisioterapia para fazer, tenho ecografia para fazer ao fígado, rins e vesícula para ver se não fiquei com sequelas. E falta-me um exame ao ouvido interno por causa dos zumbidos que agora estão quase impercetíveis.
O caminho está a ser feito, com muito mais calma agora.
Eu sei que vou deixei sem grandes explicações do que estava a passar, tive um Natal e uma passagem de ano más...muito más. Não desejo que ninguém tenha de passar estas datas da maneira que eu passei que as dores eram mais que muitas e eu estava em desespero, com os nervos à flor da pele e sem vontade para absolutamente nada e muito menos para me ir queixar à página ou no blog, porque vocês não mereciam tanto choradinho.
O que aprendi no meio disto tudo? As terapias alternativas passarão a ser a minha primeira escolha, porque a osteopatia tem sucesso em todo o corpo humano, e só em último recurso passarei para a medicina. Acho que os médicos estão muito ligados à industria farmacêutica e passam medicamentos a torto e a direito, e o que querem é faturar" seja como for. Até em operação às costas me falaram...a sério fiquei muito desiludida com a parte de medicina "normal".
Agora a minha vontade é voltar a sorrir, voltar a viver no meu pleno, voltar a ser a Susana que era antes de tudo isto acontecer, quero voltar a ser a Susana que existia até fevereiro de 2017, tudo depois disso foi uma sombra do que eu sou.
Deixo aqui um alerta sério, para todos. Saúde...é a coisa mais importante da nossa vida, se tivermos saúde tudo o resto parece que tem solução, mas quando nos falta a saúde, um "nada" é um tremendo problema, sofremos, choramos, vemos tudo negro. Por isso, quando estiverem bem, aproveitem muito. Sorriam, dêem boas gargalhadas, façam o que vos faz feliz, não deixem para "outro dia" porque nesse outro dia, podem não ter a saúde que deveriam para poder fazer "aquelas coisas" que amamos e nos fazem felizes e que andamos constantemente a adiar. Vivam...não existam apenas!
Esta lição ficou bem aprendia, disso, vos garanto!
Agora, vamos em frente, sorriso aberto, peito aberto, vamos viver...vamos ser escandalosamente felizes, sempre!
Um grande obrigada a todas as pessoas que enviaram mensagens, que se preocuparam comigo, que estranharam muito a ausência, que não desistiram de mim, quando eu própria quase desisti. Obrigada, vocês são top!💕

Beijos enormes 💋💋

14 comentários:

  1. Oh minha linda,tu não nos deixaste,foi só um até já. Que bom k estás melhor,ótimo. Beijinhos,tudo de bom. Ana Liberato. Benvinda.

    ResponderEliminar
  2. Bem so poderemos agradecer a Deus de um tal de Miguel ter aparecido no teu caminho... a medicina tradicinal e importante mas sempre que se possa ha que recorrer ao tipo de medicina que te salvou ... obrigado Dr Miguel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele é um excelente fisioterapeuta / osteopata, agradeço todos os dias de o terem colocado no meu caminha! ❤️ Obrigada querida Vera

      Eliminar
  3. Ola minha beauty qqu bom voltaste 😍😍
    Agora entendo a tua distância e com toda a razão, imagino como te sentiste. Este médico foi um milagre enorme ter aparecido na ttu vida e ainda nem. A saúde no nosso país vai de mma a pior, já não se morre da doença e sim da cura, tudo pelos errer meficom infelizmente. Enfim nem vou adiantar mais nada..espero que agora fiques bem e com o teu sorriso de volta. Que venhas em força, beijinho grande, já tinha saudades ttuas❤️❤️❤️❤️

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que não imaginas o que passei...foi mesmo muito difícil Bete.
      Mas pronto, já passou, bola para a frente e toca a viver a vida ❤️

      Eliminar
  4. Eu sei que nao tem sido nada facil, mas ainda bem que começo a ver a filhota que eu conhecia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ❤️❤️ Tu sabes bem o quão difícil tem sido, mas estou a voltar ao meu "eu2 com calma e sem apressar as coisas. Beijo mãe

      Eliminar
  5. Bom estou sem palavras por tudo o que passaste e para a causa de todo o teu mal estar, dores e sofrimento..muitas vezes a solução está mesmo na medicina alternativa e o teu caso é um excelente exemplo.
    Espero que aos poucos recuperes a tua energia, a tua vontade de viver e sobretudo a tua saude!
    Beijinhos.

    P.s.: já tinha imensas saudades dos teus posts ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A partir de agora será sempre a minha primeira escolha, acredita!
      Obrigada por tudo amiga ❤️ Estou de volta com os posts longos, eheheh
      Beijooo

      Eliminar
  6. Ohhhhh que chatice teres passado por tudo isto, mas fico muito feliz por estares bem. Beijo enorme princesa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi uma luta grande Ju! Dolorosa demais e com "cenas" que não lembram ao diabo, mas já passou. Pelo menos assim espero ❤️ Beijo minha Ju

      Eliminar
  7. Por vezes temos que saber se retirar no bom momento para pudermos voltar e continuar a triunfar. É verdade que agora tens outra cor...Adoro te 😍

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até parece que a vida tem outra cor e outro sabor!
      Obrigada minha querida tia do coração 😍

      Eliminar